Será que tudo aquilo que percebes no teu corpo é teu?

0
1204
views

Hoje escrevo sobre um dos processos que pessoalmente aplico em mim com alguma frequência, e que me tem auxiliado cada vez mais a obter mais de mim.

Este é um dos mais de 50 processos terapêuticos dos quais realizo nas minhas sessões assim como formações.

Este processo do qual escrevo vai ajudar a desprogramar o nosso corpo de todos os lugares onde ele tem mimetizado, ou seja, copiado e somatizado as dores, os modos, os padrões, as realidades e os pontos de vista das outras pessoas. Estas pessoas são muitas vezes os nossos familiares, amigos, colegas e todos aqueles com os quais convivemos diariamente.

Este tipo de acontecimento em que o corpo mimetiza o que está a perceber ao seu redor, é muitas das vezes feito inconscientemente e acaba-se por nem se dar conta das vezes em que se “compra” os problemas das outras pessoas de modo a torná-los reais, não só na nossa vida como no nosso corpo. Por vezes temos até situações das quais estivemos a conversar com alguém durante um determinado tempo, e logo após terminar essa conversa parece que temos o mesmo tipo de expressões verbais da pessoa com a qual conversamos.

Interessante, não?

Alguma vez consideraram a possibilidade de ter uma dor ou uma intensidade no corpo e ela não ser nossa?

Sim isso é possível, e quando se toma consciência disso grande parte das vezes essa dor ou intensidade desaparece como que por magia.

O nosso corpo é verdadeiramente maravilhoso e pode auxiliar nos muito, apenas precisamos de o escutar e questionar.

O que poderíamos criar na nossa vida se abríssemos mão de toda a mimetização (Copia) das pessoas ao nosso redor?

Sessões e formações realizadas na Suíça

Para mais informações enviar mensagem privada.

Márcio Dias / https://www.facebook.com/M%C3%A1rcio-Dias-1706178753023392/

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here